Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘poema’

” É difícil para os indecisos.
É assustador para os medrosos.
Avassalador para os apaixonados!
Mas, os vencedores no amor são os
fortes.
Os que sabem o que querem e querem o que têm!
Sonhar um sonho a dois,
e nunca desistir da busca de ser feliz,
é para poucos!! “

Cecília Meireles

Um forte e puro amor – Juliana  e Francisco

Anúncios

Read Full Post »

O nosso tempo é diferente meu amor
Nele cabe as horas dos nossos encontros
O instante que o mundo para e só nós dois existimos

Marina Favato

Os instantes de Renata e Rodrigo.

Read Full Post »

Do que se vai
Fica o sentido do gosto

O sonhar realizado e inacabado
A eternidade do momento
Em sobreposição das circunstâncias
Do antes e do agora

Vai
Mas
Deixa

Um rastro estendido
Do finito encantamento

A memória perpétua
Do que transbordou entre as almas

Marina Favato

Read Full Post »

É no espaço das horas
Que meu coração ecoa
A vontade de te ter junto a mim

No badalar do meu peito
A palavra que soa é
Saudade

Que os minutos se acertem

Que os ponteiros
Certeiros
Marquem denovo o momento
De estar ao seu lado

Tic Tac

Marina Favato

Read Full Post »

Como se fosse possível…

Me encanto a cada novo gesto que me concede
A cada nova palavra que me descreve
Ao que descreve de nós
Ao que murmura aqui dentro
E espalha ao quatro cantos

Me encanto com as possibilidades que me oferece
Com meus sonhos que realiza
Com a vontade que me impulsiona
Com o amor incondicional que despeja sobre mim

E em nós
Encantados por sermos parte do encanto
Nos encantamos a cada novo instante
A cada novo olhar
A cada nova sílaba
A cada gesto de amor

Marina Favato

Read Full Post »

Parece até que foi encomendado
Esse nosso amor alado
Que dá asas a imaginação

Veio preciso e certo
Com ares de afeto
Com sabor de inspiração

Meu peito padece de fato
De um sentimento nato
O qual aqui eu relato
não pude dizer não

Marina Favato

Read Full Post »

É impressionante
Como as pessoas
Se cristarizam
Perante a presença do amor

E seus olhos não piscam
E a cabeça não mexe
Nem a respiração se pode escutar

E elas observam caladas
E observam pacatas
A ternura do sentimento
Que paira no ar

Marina Favato

Read Full Post »

Older Posts »